Em Novembro de 2011 o Fundo Global de Combate à SIDA, Tuberculose e Malária (Global Fund) anunciou que o seu próximo ciclo programado de financiamento foi cancelado e que não podem ser financiadas novas bolsas até 2014. Estas notícias atingiram as importantes descobertas científicas e sinais de progresso real em países duramente atingidos que estavam a começar a criar o mais amplo optimismo na história da epidemia da SIDA. Agora, todas as esperanças de entrar numa nova fase da resposta ao VIH estão efectivamente em espera até 2014, e o progresso em muitas frentes pode mesmo reverter. Os efeitos em indivíduos e comunidades serão devastadores.

Este relatório baseia-se em dados recentemente recolhidos no terreno em numerosos países onde a Aliança Internacional VIH/SIDA actua, para explicar porque a crise no financiamento requer uma acção urgente por parte dos doadores do Global Fund e outros interessados. As recomendações da Aliança para responder à crise baseiam-se na nossa análise das implicações do défice de fundos nas seguintes áreas específicas: tratamento do VIH; prevenção do VIH, cuidado e apoio; serviços para populações-chave em risco para a infecção pelo VIH; e esforços para criar um ambiente favorável.

Por favor clique aqui para ler este relatório.

Registe-se para recever as alertas mensais do IDPC e obter informação sobre questões relacionadas com as políticas de drogas.