A violência relacionada com a droga tornou-se num problema muito sério no México, levando a mais de 30.000 mortes no país entre Dezembro de 2006 e Dezembro de 2010. As organizações de tráfico de droga violentas (VDTOs) produzem, transbordam e entregam nos EUA dezenasde biliões de dólares em narcóticos anualmente.

As actividades das VDTOs não estão circunscritas ao tráfico de droga, estendendo-se a numerosas acções criminosas, incluindo o tráfico humano, tráfico de armas, raptos, lavagem de dinheiro, extorsão, suborno e chantagem. Para além disso há a violência; incidentes recentes incluíram assassínios de políticos e juízes, ataques em organizações rivaus, ataques à polícia e outras forças de segurança, ataques a civis associados (p.e., os membros de famílias de grupos rivais ou de oficiais do governo), e aparente violência aleatória contra testemunhas inocentes.

Não temos uma visão global e detalhada dos desafios colocados pelas VDTOs e estratégias optimizadas para combater estas organizações não foram identificadas. Para contribuir para o corpo de conhecimento nesta área, esta monografia oferece uma avaliação da situação de segurança contemporânea no México através da pesquisa RAND existente em assuntos similares. Especificamente a RAND considerou 3 vertentes de pesquisa: trabalho em instabilidade e agitação urbana, estudo histórico da revolta e pesquisa sobre reforma do sector da defesa. A RAND extraiu indicadores de avaliação de cada uma dessas vertentes de investigação e combinou-as num único instrumento de avaliação que aplicou posteriormente no México como parte de um exercício de levantamento especializado (descrito em detalhe nos capítulos 2 e 3).

Embora nenhum dos estudos anteriores tenha considerado especificamente o México, os 3 contribuíram para perspectivas interessantes sobre a situação de segurança no México. O objectivo do presente estudo não foi o de descobrir novos terrenos na compreensão das dinâmicas da violência relacionada com a droga no México nem oferecer uma avaliação qualitativa dessas dinâmicas, mas sim fornecer uma plataforma empiricamente sustentada para identificar áreas chave que merecem investigação aprofundada.

Mantenha-se a par dos desenvolvimentos das políticas das drogas subscrevendo o Alerta Mensal do IDPC.