A presidente Michelle Bachelet assinou um decreto no primeiro dia do mês que sinaliza que a maconha será retirada da lista das chamadas ‘drogas pesadas’ no Chile.

A medida liberará a venda de medicamentos que contenham derivados da cannabis nas farmácias do país, mediante receita médica, que ficará retida para controle.

O porte da droga para uso pessoal foi descriminalizado em 2007, já o plantio, a venda e o transporte de maconha ainda continuam proibidos, com penas previstas de até 15 anos de prisão.

Leia o artigo completo.

Registe-se para recever as Alertas mensais do IDPC e obter informação sobre questões relacionadas com as políticas de drogas. 

Thumbnail: Wikipedia