O governo uruguaio pretende criar um bloco regional para pedir, diante da Organização das Nações Unidas (ONU), uma revisão profunda na política global de drogas, que enfoque na regulação do mercado e na saúde pública, em oposição à política proibicionista repressiva que vigora hoje em dia.

O presidente da Junta Nacional de Drogas, Juan Andrés Roballo trabalha com outras autoridades para definir uma posição comum entre os governos da região para enfim, apresentar a proposta na UNGASS, em abril do ano que vem, em Nova York.

Leia o artigo completo.

Registe-se para recever as Alertas mensais do IDPC e obter informação sobre questões relacionadas com as políticas de drogas.