Na última segunda-feira, o presidente norte-americano, Barack Obama, utilizou seus poderes constitucionais para oferecer clemência a 46 presos condenados por ofensas pequenas relacionadas ao comércio de drogas. Essa ação representa um ato histórico, já que representa a maior anistia coletiva de penas desde 1935.

A avaliação do presidente e de especialistas é de que a severidade instaurada há décadas quando se optou pelo modelo de guerra às drogas, fracassou no seu objetivo principal: de diminuir o tráfico de drogas. Pelo contrário, esta rigidez levou à um encarceramento em massa, tornando os Estados Unidos, a nação com a maior população carcerária do mundo. A ação de Obama parece finalmente ir ao encontro de uma política mais progressista.

Leia o artigo completo.

Registe-se para recever as Alertas mensais do IDPC e obter informação sobre questões relacionadas com as políticas de drogas.