Enquanto estados dos EUA legalizam cannabis e passam a mudar sua política de drogas, quais as consequências para o resto do mundo? Aumenta a violência do narcotráfico em países menos desenvolvidos? Qual o preço da falta de coordenação nessa mudança de paradigma da política de drogas internacional?

Enquanto a Cidade do México é tomada por manifestantes, é hora de repensar qual posição o Brasil quer ter - tanto internamente quanto no mundo. Deixar de reconhecer o fracasso da guerra às drogas pode significar não só uma miopia política, mas também levar a uma piora da violência, resultado do ajuste das pressões do mercado internacional de drogas ilícitas.

Leia o artigo completo.

Registe-se para recever as Alertas mensais do IDPC e obter informação sobre questões relacionadas com as políticas de drogas.