Coordenação regional do IDPC

O IDPC conta com uma estrutura regional para a organização de atividades em rede entre ONGs e de incidência política entre governos nacionais.

As regiões nas quais se trabalha atualmente e as correspondentes organizações de referência em cada uma delas são as seguintes:

  • Sudeste asiático / Oceania
  • Ásia meridional
  • Eurásia
  • Sudeste europeu
  • Oriente Médio/Norte da África
  • Europa ocidental
  • África subsaariana
  • América Latina
  • Caribe
  • América do Norte

 Os grupos regionais desempenham, em linhas gerais, as seguintes funções:

  •  Desenvolver uma rede de comunicação por e-mail eficaz entre ONGs, pessoas do mundo acadêmico e encarregados de políticas com um interesse em questões relacionadas a políticas de drogas. Utilizar essa rede para difundir informação do IDPC e de outras fontes, assim como para garantir uma boa divulgação de iniciativas locais e regionais, encontros, etc.
  • Desenvolver uma relação estreita e construtiva com encarregados da formulação de políticas em governos nacionais, organismos regionais e escritórios regionais de agências da ONU.
  • Recolher informações sobre a situação das políticas de drogas e iniciativas a respeito em toda a região e colocá-las à disposição do resto da rede global do IDPC.
  • Identificar os países e as situações da região em que o trabalho de incidência política do IDPC poderia influenciar para promover políticas de drogas mais humanas e eficazes. Organizar para o IDPC reuniões, conversas, seminários ou visitas de estudo para aproveitar ao máximo as possibilidades de incidência política.
  • Identificar pessoas e experiências da região que possam ser importantes para fomentar políticas humanas e eficazes em outras partes do mundo.
  • Organizar a participação de ONGs da região em encontros internacionais sobre políticas de drogas, como seria o período de sessões da CND.

Em algumas regiões, o trabalho tem avançado em muitos pontos durante os últimos 18 meses, mas, em outras, falta identificar possíveis ONGs e organizações de referência que possam se encarregar destas atividades. Nosso objetivo é que, ao final de 2009, todas as regiões contem ao menos com uma organização de referências e com um primeiro grupo de ONGs que estejam de acordo em colaborar entre si para desenvolver o plano de trabalho do IDPC para a zona em questão.